As Dualidades cientifico-religiosa e onda-partícula

27/09/2010 § Deixe um comentário

Atualmente, muito se questiona sobre a compatibilidade dos pensamentos religiosos com os científicos. Os últimos são baseados no método científico, que valoriza a experimentação e o pensamento racional, e os primeiros, em crenças e verdades dogmáticas (que são simplesmente aceitas sem prova evidente), que variam de pessoa a pessoa. Muitos são os que tentam conciliar as duas visões do mundo, criando explicações ditas científicas para o divino; entretanto, tiveram tanto sucesso quanto o Luan Santana num festival de Heavy Metal. A crença no sobrenatural, como na existência de um Deus onipotente e onisciente ao qual devemos obediência, não apresenta evidências relevantes, portanto, não é aceita pela Ciência: Deus é proibido em laboratórios!

Então, como não se pode juntar o divino com o científico, deve-se abandonar completamente um ou outro? Essa é uma questão delicada. A princípio, parecem duas visões antagônicas que juntas, como a existência de um negro nazista, não fazem sentido.

Coincidentemente, esse problema se confunde com a atual definição do que é matéria e do que é onda. Historicamente, se dissociava completamente esses conceitos: matéria como a entidade que possui massa e está sujeita à inércia e onda como uma perturbação oscilante que transporta energia sem que qualquer partícula seja deslocada. Usando a intuição, é relativamente fácil identificar cada uma: uma bola, um carro, a água, o ar, tudo isso é matéria, facilmente distinguíveis das ondas do mar, sonoras ou em uma corda.

Entretanto, essa facilidade intuitiva de classificar em onda ou matéria não é aplicada à luz. Tanto que, historicamente, foi objeto de muitas divergências entre os mais famosos cientistas. Durante o fim do século XVII, Isaac Newton defendia bravamente a teoria corpuscular contrariando a ondulatória de Christiaan Huygens (Chupa Huygens!). Porém, mais de cem anos depois, surge o experimento de Young, que demonstrou que a luz tem características de onda, interferência e difração (Chupa Newton!). Depois de mais cem anos, Albert Einstein surge e descobre o efeito fotoelétrico, a emissão de elétrons por uma placa de metal quando iluminada com luz ultravioleta, dando novamente características de matéria à luz (Chupa Young!)… Porra, mas essa luz não se decide (ui), hein?

Depois de muito se pensar, ficou claro que a luz não apresentava caráter ondulatório nem corpuscular, mas sim ambos ao mesmo tempo! A luz é onda e matéria (Chupem todos!). Ora as características ondulatórias ora as corpusculares são mais evidentes, o que não significa que a luz cada hora é uma das duas entidades, mas sim uma nova entidade, que engloba todas as características.

Pouco tempo depois, Louis de Broglie pensou que, assim como a luz, a matéria também apresentasse características de onda (fato que foi verificado experimentalmente). Assim, não existiria mais matéria ou onda como distintas, fundando-se a dualidade onda-partícula. Matéria é onda, onda é matéria e ambas são parte de uma entidade mais geral (mais ou menos como Dilma é Lula, Lula é Dilma e ambos fazem parte de uma organização maior.).

O vídeo a seguir explica muito bem tudo isso, vale a pena assistir:

É de maneira parecida que existem as pessoas duais quanto às entidades Ciência e Religião, que conseguem tê-las juntas em sua vida, ora dando mais importância ao método científico (e, na prática, deixando de lado o resto), ora a sua crença. Isso não significa que são pessoas contraditórias, somente não acham que o pensamento racional deve ser aplicado à tudo. O mais intrigante é que eles podem até ser bons cientistas ou importantes líderes religiosos.

Mesmo o pensamento racional, suportado por evidências, sendo tão belo e eficaz no mundo, deve-se saber que, mesmo que escolher um dos dois lados da moeda pareça mais lógico, é extremamente possível haver essa dualidade cientifico-religiosa, mesmo que tão pouco intuitiva.

Anúncios

Tagged: , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading As Dualidades cientifico-religiosa e onda-partícula at Quantasneira!.

meta

%d bloggers like this: